Quais as maiores dúvidas de um corredor de rua?

Você sabe quais são maiores dúvidas de um corredor de rua?
4 minutos para ler

Para tudo que fazemos, o natural é sempre buscar as melhores respostas. Na atividade física, isso está ligado a resultados físicos e estéticos, de preferência da forma mais rápida possível. Mas e na corrida? Quais as maiores dúvidas de um corredor de rua? O que ele deve saber que fará toda diferença em seu resultado?

O mapa da mina. Todo corredor que deseja evoluir no treinamento de corrida está em busca dele. Alguns têm mais pressa, outros entendem – e até gostam – de construir sua evolução de forma gradual, sem exageros ou altas expectativas. 

Mas para encontrar o melhor caminho, deve-se fazer as melhores perguntas. Por isso, hoje vamos listar as maiores dúvidas de um corredor de rua, e como descobrir a resposta de cada uma delas irá mudar a forma como você enxerga a corrida.

Maiores dúvidas de um corredor de rua: como escolher o tênis adequado?

Essa é a parte mais básica e primordial para qualquer corredor, seja iniciante ou mais avançado. 

Escolher o tênis correto não é uma tarefa fácil. Vários pontos devem ser considerados: priorizo amortecimento ou melhor performance? Pego um tênis mais leve ou um mais estruturado, que proteja melhor minhas articulações, mesmo sendo mais pesado? 

Primeiro ponto a ser avaliado: o estágio do corredor. Já tem um bom tempo de corrida – acima de 1 ano – e está dentro do peso? Vale optar por tênis mais leves. Eles dão uma resposta mais rápida na corrida, favorecendo uma maior velocidade. 

É iniciante, ou está mais pesado? As opções com maior amortecimento e estruturas de proteção serão muito mais usadas e irão ajudar a manter suas articulações saudáveis, dando tempo para seu corpo se adaptar. 

Outro ponto a ser destacado é a técnica de corrida. Corredores com uma melhor postura podem usar tênis mais leves, pois conseguem distribuir melhor o impacto, não sobrecarregando partes como joelhos e tornozelos, que sofrem muito mais com uma técnica ruim.

Veja como melhorar seu treinamento de corrida

Por fim, vale destacar a importância de ter sempre mais de um tênis, e testar marcas diferentes. Isso ajuda muito no experimento novas tecnologias, que pode fazer seu tênis inovador de hoje ser o “kichute antigo” de amanhã. 

Não sabe onde encontrar as melhores opções? O ideal é procurar lojas e sites especializados em corrida. Eles dispõem de muito mais informações e detalhes de cada modelo.

Devo trabalhar mais distância ou velocidade?

Uma das maiores dúvidas de um corredor de rua, principalmente para aqueles que já correm há algum tempo. Em muitas ocasiões, a busca por uma assessoria esportiva acontece exatamente para equilibrar esses dois pontos.

A resposta mais correta para essa pergunta é: depende. Quando começamos a correr, o foco não deve estar na velocidade, pois seus músculos e articulações não estão preparados para tal stress. Após o retorno de uma lesão, ou um período sem treinar, corridas em intensidades mais leves garantem uma readaptação natural. Dessa forma, a velocidade deve entrar gradualmente, mesmo quando a meta é correr mais rápido, por exemplo. 

Porém, assim que uma base mais sólida é alcançada ( treinos com boa performance, sem dor e com rápida recuperação ), a inclusão de corridas com ritmos mais fortes será mais regular. Isso garantirá uma capacidade maior do seu corpo de suportar maiores exigências, mesmo quando falamos de longas distâncias, como a maratona. 

Portanto, comece sempre trabalhando mais a distância e, aos poucos, vá incluindo a velocidade.

Maiores dúvidas de um corredor de rua: Educativos de corrida ajudam ou não?

Seja na hora do aquecimento, ou mesmo num trabalho específico para melhorar técnica, os educativos de corrida estão sempre presentes na rotina de um corredor. 

Ainda não existe um consenso sobre a efetividade dos exercícios para melhorar a postura na corrida. Porém, toda lógica do treinamento leva a crer que eles podem fazer uma grande diferença. 

O motivo? Coordenação. 

Educativos de corrida ajudam a formar um corredor mais coordenado. Assim, ele ele terá mais consciência corporal para perceber ajustes a serem feitos, bem como colocar em prática com maior facilidade.

Portanto, treinar educativos é parte importante do processo de evolução do corredor e deve ser incluído na rotina, seja como aquecimento, ou em sessões específicas. 

Gostaram de descobrir as maiores dúvidas de um corredor de rua? Tem outro tema que considera polêmico e não foi esclarecido? Comente aqui.

Você também pode gostar

Deixe um comentário