Hidratação na corrida: entenda como e quando fazer em 4 passos

4 minutos para ler

Vivemos num país tropical. Por isso, a água faz parte ativa de nosso cotidiano. Lugares como norte e nordeste tem sol o ano todo, e a ingestão de líquidos costuma ser muito regular. Em outras  regiões, esse hábito é cada vez maior. Porém, ainda existem muitas dúvidas sobre hidratação na corrida. Qual a quantidade? Quantas vezes por dia?

Pensando nisso, separamos para você 4 passos para aproveitar o máximo o consumo de líquidos, e manter seu corpo hidratado e saudável. Elas valem não apenas para sua estratégia de corrida, como também para o seu dia a dia. Vamos conferir?

Hidratação na corrida: qual a melhor forma de se hidratar?

Antes de mencionarmos qual a melhor forma de um corredor se hidratar, é importante lembrar mencionar o consumo diário de água sugerido. Há pouco tempo atrás ( e permanece assim em alguns canais de comunicação), era muito comum definir o consumo de água em torno de 1,5 a 2 litros de água por dia.

Atualmente, com o avanço da medicina e o entendimento de que existe uma necessidade mais específica para cada indivíduo, dependendo do tamanho, idade e região onde mora, a sugestão é mais específica. É recomendado algo em torno de 35ml de água, multiplicado pelo peso corporal. Por exemplo: uma pessoa de 55kg deve ingerir por volta de 1,9 litros diariamente.

Quanto devo beber de água?

Sobre a hidratação na corrida para quem pratica a modalidade, segundo o AMERICAN COLLEGE OF SPORTS MEDICINE, é sugerido que se evitem perdas da ordem de 2% do peso corporal, comparando o pré e pós-treino. Em geral, 400 a 800ml de água por hora costumam atender o volume adeuado de ingestão.

Mas atenção: beber um volume excessivo de água de uma vez, se atendo apenas a quantidade total, é um grande erro. Além de não promover uma absorção tão efetiva, também forçam os rins a trabalharem mais do que o necessário. Um consumo mais regular e períódico durante o dia, da ordem de 100 a 200ml de água por hora, e seguindo a fórmula passada anteriormente, é o melhor caminho para se hidratar com eficiência.

Devo consumir apenas água ou outros líquidos?

Quando realizamos atividades que ultrapassam 80-90 minutos, perdemos não apenas água, mas sais minerais. Nesse cenário, apenas a água não será suficiente para garantir o equilíbrio hídrico de seu corpo. É nesse momento que entra em cena os isotônicos.

Através deles o corredor conseguirá, além de reequilibrar sua hidratação, garantir também o equilíbrio da glicose sanguínea, outro fator importante para a manutenção da performance e retardo a fadiga.

No frio, devo me hidratar menos?

Hidratação na corrida no frio costuma ser uma faca de dois gumes. Apesar da perda hídrica ser reduzida, a média de consumo diário deve ser mantida. Devemos lembrar que a água não apenas hidrata, como também auxilia numa série de fatores, como:

  • Reduz enxaqueca e dores de cabeça decorrentes da desidratação;
  • Melhora o sono
  • Ajuda no bom funcionamento digestivo, facilitando a absorção de alimentos;
  • Deixa a pele mais bonita e saudável;
  • Ajuda no sistema imunológico;

Dentre diversos outros benefícios…

Mas por que sentimos menos vontade de beber água no frio? Isso acontece porque nosso corpo, no intuito de se proteger, acaba concentrando maior fluxo de sangue na região central (tronco), o que acaba “enganando” o cérebro, que desconsidera as extremidades do corpo e reduz o alerta de sede. Interessante, não? 

Conclusão

Não deixe de manter sua hidratação regular e frequente durante o dia todo. Em casos de provas acima de 90 minutos. Uma ótima opção é alternar o consumo de isotônicos com água. Isso reequilibra a perda de líquidos e sais minerais.

Além disso, ela não só irá ajudar a todas as questões citadas, como também em aspectos que raramente são falados, como lubrificação das articulações, redução de viscocidade do sangue e maior facilidade de equilíbrio térmico do corpo.

E você, tem cuidado de sua hidratação na corrida, ou não tem aplicado as dicas sugeridas? Bora falar de corrida e conheça mais da Runplace e seus planos. 

Você também pode gostar

Deixe um comentário