5 passos principais para voltar a correr

voltar a correr
4 minutos para ler

Todo mundo que já deixou de treinar sabe o quanto é duro retornar, seja em qualquer esporte. Por isso, vamos mostrar os passos para voltar a correr e ajudar para que esse retorno seja definitivo e com ótimos resultados

Dificilmente alguém passa pela vida sem tentar retomar algo que deixou de fazer. Pode ser aquela faculdade que deixou para trás, aquele curso para aprender a cozinhar que acabou largando por falta de tempo, um futebol com os amigos…

Não importa.

Em algum momento, o projeto de retorno entrará em pauta. 
E a atividade física sem dúvida é uma das áreas de maiores idas e vindas que nós temos. Aquele “eterno retorno”.

Mas existe uma melhor forma de fazer isso? E quando falamos especificamente sobre treinamento de corrida: qual o melhor passo a passo para voltar a correr? O que não pode ficar de fora?

Conheça agora os 5 passos para sua retomada como corredor decolar pra valer!

1. Tenha uma clara nessa retomada

Tudo começa por uma meta. Para alguns, apenas voltar a correr já é o objetivo e será suficiente, principalmente para quem gosta de treinar e teve que parar por fatores que não envolveram motivação. Porém, na maioria das vezes, para aumentar a chance desse retorno, é preciso mais.

Nessa hora, ter uma meta “palpável” pode ajudar muito. Para corredores que não praticaram o esporte por muito tempo, a meta pode ser correr certo tempo em até 30 dias. Um exemplo: conseguir correr 15 minutos sem parar em 1 mês.

Já para os mais experientes, definir uma distância a ser alcançada pode dar aquele foco que todo retorno precisa ter. O ideal, mesmo que o corredor já tenha feitos provas longas (como uma meia maratona), é começar por distância menores, para readaptar o corpo gradualmente e ir ganhando confiança.

2. Voltar a correr com orientação

Falta de motivação está entre os maiores motivos para a desistência dos treinos. Por isso, ter o suporte de uma equipe ou treinador de corrida ajuda tanto.

Cobranças para o cumprimento de uma meta, contato constante, ambiente que favorece os treinos e um treino específico e adequado para o momento estão entre as principais vantagens.

Afinal, voltar a correr sozinho sempre será mais difícil.

3. Não exagere na “dose” dos treinos

Um dos erros mais comuns na hora de voltar aos treinos. A lembrança de como estava em forma – ou no caminho certo – antes de parar de correr sempre “assombra” o corredor. E naquela ânsia de voltar logo para aquela condição de antigamente, muitos exageram e acabam treinando além do indicado.

Paciência e consistência são as duas palavras chaves para qualquer retomada. A primeira garantirá o controle da ansiedade e evitará excessos, e a segunda trará resultados sem precisar recorrer a altas intensidades precocemente.

4. Compartilhe seu retorno entre amigos e redes sociais

Talvez esse passo para voltar a correr pode parecer estranho para alguns. Mas a verdade é que muitos compromissos e promessas assumidas publicamente tem mais força do que as feitas internamente para você.

Por isso, compartilhar seu retorno aos treinos de corrida nas redes sociais ou com amigos fará com que

a chance de desistir diminua. Isso porque os estímulos e motivação para manter essa meta irão aumentar, pois mais gente acompanhará sua jornada.

5. Acompanhe blogs e canais que falem de corrida

Para voltar a correr, não basta apenas vontade. Inspiração é preciso, pois haverá dias em que a motivação estará lá embaixo. Nessas horas, ler matérias em blog ou acompanhar canais de corrida pode trazer aquele impulso para os dias difíceis, além de dicas práticas, é claro.

Caso não conheça as melhores opções, pesquise bem ou procure pedir indicações para amigos que também correm.

E aí, está pronto para voltar a correr? Gostou das dicas para a retomada? Comente em nosso blog e não deixe de acompanhar outras matérias sobre o universo da corrida.

Você também pode gostar

Deixe um comentário