Kit do corredor urbano: 4 itens não podem faltar

Veja como o Kit do corredor urbano pode ajudar nos treinos
4 minutos para ler

Com a não recomendação de correr em grupos durante o período do COVID 19 em 2020, houve uma explosão no número de corredores fugindo dos parques e indo para a rua. Mas para que essa prática seja eficiente e segura, será que existe um kit do corredor urbano ideal? É o que vamos detalhar à partir de agora.

Independência, autonomia, praticidade. São características muito desejadas em vários segmentos, principalmente na área profissional. Porém, quando falamos sobre corrida de rua, ainda é muito comum encontrar corredores que “carregam” uma lista enorme de requisitos para uma melhor performance, como:

  • Correr sempre com seu parceiro de corrida; 
  • Percurso com poucas oscilações;
  • Carregar a alimentação e suplementação ideal para cada distância;
  • A música específica para cada tipo de treino;

Todos são elementos importantes para o corredor sentir-se mais à vontade e seguro. Mas o grande problema desse comportamento é criar uma dependência enorme de itens que não são tão essenciais quanto parecem. 

A verdade é que, com o aumento dos corredores na rua, principalmente com o objetivo de evitar aglomerações, se tornou necessária a criação de um kit do corredor urbano. São itens que irão ajudá-lo a correr com o máximo de autonomia possível, sem perder a qualidade do treino.

Veja agora os quatro itens principais.

1.Bermuda de compressão com variedade de bolsos

Um dos itens mais essenciais para um kit do corredor urbano. Atualmente, com o aumento no número de corredores que fazem da sua casa o ponto de início e chegada dos treinos, itens como chave, documentos, dinheiro ou cartão devem ser portados. Porém, nem sempre o corredor tem a bermuda ideal para carregar esses itens.

Uma bermuda de compressão, com opções de vários bolsos, preferencialmente fundos, permite que se carregue com segurança esses itens, ao mesmo tempo em que se evita aqueles solavancos para cima e para baixo, o que seria típico numa bermuda comum.

2.Kit do corredor urbano: celular

Já há algum tempo, o celular acumula diversas funções em nossa rotina. Curiosamente, o foco de sua invenção (a ligação em si) é cada vez menos utilizado, sendo substituído principalmente por aplicativos de mensagem, produtividade e entretenimento. 

Porém, levar o celular é essencial quando o corredor faz seu treino na rua. 

Ele ajudará, através de diversas opções de aplicativos, a criar uma rota, ou mesmo não se perder, caso não haja esse planejamento do percurso. Outro ponto importante é a possibilidade de avisar alguém caso haja algum imprevisto ou mesmo um problema mais grave, como uma queda ou lesão, por exemplo. 

Por fim, existem diversos estabelecimentos que hoje aceitam pagamentos pelo celular, o que ajuda a comprar algo para comer ou beber ao longo do percurso. 

3.Cinto ou mochila de hidratação 

Para corredores que fazem parte de uma assessoria esportiva ou correm em parques, onde a oferta de água é muito maior, a preocupação sobre hidratação acaba sendo bem reduzida. Porém, esse item está entre os fundamentais no kit do corredor urbano. 

Muito difundido entre corredores de montanha, as mochilas de hidratação dão autonomia para correr em qualquer lugar, evitando dependência de pontos de água ou parar o treino para encontrar algum comércio. Geralmente, elas têm opção de 1 até 5 litros, além de serem compactas, permitindo uma corrida sem incômodos. 

Já para quem faz treinos mais curtos, ou não consegue se acostumar a correr com a mochila, o cinto de hidratação é uma ótima opção, pois permite que o corredor carregue em pequenas garrafinhas não apenas água, mas também isotônico ou outros suplementos. 

O mais importante é não abrir mão da hidratação, mas ao mesmo tempo manter autonomia e independência nesse quesito.

4.Kit do corredor urbano: roupas com cores vivas ou reflexivas 

O fator segurança é o ponto mais importante para o corredor fazer seu treino na rua. E isso passa pela necessidade de ser visualizado com facilidade, principalmente num treino noturno. 

Como a interação com carros e outros pedestres é constante, utilizar roupas com cores mais vivas ou faixas reflexivas aumenta a proteção do corredor. Também é importante reforçar a corrida no contra fluxo do trânsito, pois permite que ambos se visualizem (motoristas e corredores).

Gostou das dicas para correr na rua? Já tem seu próprio kit do corredor urbano? Compartilhe com a gente, e não deixe de acompanhar outras notícias do mundo das corridas.

Você também pode gostar

Deixe um comentário