Futuro das corridas de rua: tendências pós pandemia

futuro das corridas de rua e onde chegaremos
4 minutos para ler

Num momento onde o COVID 19 impõe a necessidade de isolamento social, automaticamente gera uma reação. Novos hábitos de consumo são criados ou antecipados. Nesse cenário, qual será o futuro das corridas de rua?

O ser humano em geral tem muito fascínio pelo futuro. Mas saber o que virá, quais as tendências, não é algo fácil de acertar. O filme “De volta para o Futuro”, feito na década de 90, é um clássico que atrai todas as idades, exatamente por fazer esse exercício. E com o surgimento do COVID 19, muitas pessoas estão refletindo sobre qual será o “novo normal”

Mas o que isso afeta especificamente o corredor? Qual será o futuro das corridas de rua e o treinamento em si? É o que iremos abordar nessa matéria, num exercício de “futurologia”.

Vale ressaltar que todas as previsões a seguir consideram o cenário sem vacina ou tratamento para o vírus pois, segundo a ciência tradicional, uma solução definitiva pode demorar de 2 até 5 anos.

Futuro das corridas de rua? Treinamento online 

Provavelmente a tendência mais forte para o futuro das corridas de rua. A abertura gradual dos locais públicos para correr, como praças e parques, não irá de forma imediata ser ocupado em massa. Muitas pessoas, principalmente em idades de maiores riscos, ainda terão prudência em frequentar espaços com muita aglomeração. 

Por isso, ter um suporte de um treinador de corrida à distância dará flexibilidade e autonomia de horários e locais, ao mesmo tempo que fornece todo suporte para o corredor evoluir. 

Num momento onde é recomendável evitar deslocamentos, o treinamento de corrida com orientação online será um grande aliado.

Correr de forma individual 

Para aqueles corredores que não abrem mão de orientação presencial, o futuro das corridas de rua promete cenários de treino mais individualizados. Isso acontece porque correr em pequenos grupos não é recomendado nesse momento, mesmo quando os parques estiverem abertos.

Com o objetivo de aumentar a proteção do contágio, o ideal é que os treinos de corrida sejam feitos de forma individual. As exceções podem ser durante o aquecimento e o alongamento, desde que os corredores mantenham uma distância de 2 metros nessa ação. 

Corridas virtuais 

Com o cancelamento de diversas provas no intuito de evitar aglomerações, a parte competitiva  da corrida- e também de celebração – foi integralmente afetada. Demorará um bom tempo para que eventos presenciais possam ocorrer. Por isso o mercado de corridas virtuais, que antes da pandemia ainda era segmento pouco conhecido, passa a ganhar força. 

Para quem não conhece, a corrida virtual  funciona da seguinte forma: você escolhe uma prova e a sua distância, e realiza o percurso onde é quando quiser. Após completar a quilometragem escolhida – que precisa ser comprovado via aplicativo, relógios para corrida ou mesmo foto, você receberá em sua casa a medalha e o kit de participação. 

Outro ponto interessante dessa modalidade é a sua interação. O controle e classificação são divulgados como uma prova presencial. Além disso, são criados grupos, classificação do ano na distância e uma série de desafios. 

Num momento onde o isolamento e atividades individuais são mais recomendadas, o futuro das corridas de rua passa passa por essa modalidade de prova. Quem ainda não experimentou, vale muito a pena o teste, principalmente para corredores que dependem muito de desafios para se motivarem. 

Exercícios em casa de forma online

Na abertura de academias, studios e box de CrossFit, diversos ajustes e procedimentos serão necessários para atender o aluno. Nesse cenário, muitos podem se desmotivar com a quantidade de requisitos para o treino, como máscaras, horários pré-agendados e restrição para uso de vestiários e guarda volumes. 

Como muitas pessoas no momento estão experimentando fazer exercício em casa, isso pode se tornar uma opção mais prática, barata e eficiente. Por isso, é muito importante que assessorias esportivas avaliem a possibilidade de implantar de forma permanente esse serviço. 

Dentre as alternativas para corredores, se destacam as aulas de fortalecimento, alongamento e coordenação. 

E você? Como enxerga o futuro das corridas de rua? Acredita que parte dessas ações realmente vão se consolidar? Compartilhe com a gente! 

Você também pode gostar

Deixe um comentário