Como começar a correr a partir do zero

5 minutos para ler

Iniciar uma atividade física em geral é um grande desafio. Estamos falando sobre mudar rotina, encontrar tempo no cotidiano, ficar dolorido nos primeiros dias. Não à toa, apenas 25% da população brasileira em média faz atividade física regularmente. E para muitos que optam por sair do sedentarismo, a escolha é a corrida. Mas como começar a correr a partir de zero, para quem atualmente não corre absolutamente nada? A resposta: com método.

 

Nessa matéria, você irá descobrir quais são os principais pontos que fazem as pessoas desistirem da corrida. Verá também como desenvolver estratégias para superar os principais obstáculos. 

 

Como começar a correr? Organize sua agenda

Esse é um “detalhe” que faz TODA diferença. Muitas pessoas querem começar a correr, mas poucas de fato organizam sua agenda para encaixar a atividade física em sua rotina. E aqui, vai uma dica das mais importantes: Não ter horários muito flexíveis para treinar.

 

Escolher um único horário é o melhor caminho. Ter muitas opções nesse início de rotina em treinar corrida não ajuda, pois a cultura de fazer exercício ainda não está enraizada. Somos procrastinadores por natureza. A possibilidade de ter mais opções ao longo do dia pode fazer a pessoa declinar do período da manhã, acreditando que poderá treinar no horário do almoço, e assim sucessivamente.

 

Em grande parte dos casos, o que se vê no final do dia é um treinamento de corrida não realizado, e uma frustração grande. Por isso, nada de acreditar que têm diversas opções de dias e horários. Saber como começar a correr passa por conhecer suas fraquezas e entender que a disciplina ainda não faz parte da rotina. Portanto, Foque em apenas um horário, criando disciplina e adaptando o corpo a “pedir” por exercício naquele dia horário específico. 

 

Tenha metas a cada semana ou mês 

 

“Para quem não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”. Essa frase do clássico Alice no País das Maravilhas retrata um dos maiores motivos de desistências da atividade física: falta de metas ou propósito.

 

Como começar a correr sem saber aonde quer chegar, não é mesmo? As motivações podem ser inúmeras: aposta com os amigos, treinar com a companheira (o), promessa para os filhos, ou mesmo a busca por mudar de vida. Independente de qual caminho seguir, a sugestão é criar metas tangíveis por semana (por exemplo: Treinar ao menos 3 vezes).

 

Ao fim de cada semana, estabelecer um teste para ver o quanto está melhorando pode ser um divisor de águas e colocar a motivação lá em cima. Procure opções que estão ligadas ao seu dia a dia e que sejam fáceis de comparar o antes e depois. Pode ser uma escadaria que tem grande dificuldade. Uma praça que gostaria de dar uma volta toda correndo, uma ladeira que sobe com dificuldade, dentre outras opções.

 

Associar o ganho de condicionamento a ações cotidianas deixarão os resultados mais nítidos, motivando a não desistir as primeiras dificuldades.

 

Busque ambientes que remetam a atividade física

 

Estar cercado por um ambiente que remeta saúde, deixando você longe do sedentarismo , pode ter um impacto muito maior do que se imagina na hora de dar os primeiros passos como corredor.

 

Por isso, buscar opções de lazer como ir a parques, fazer trilhas, pedalar, promove contato com uma atmosfera motivante. Esse cenário vai ajudar não apenas a observar o quanto ter um bom condicionamento ajuda no dia a dia, assim como promove experiências que podem ser fantásticas.

 

Isso com certeza ajudará na manutenção da corrida e outras atividades como estilo de vida. Afinal, o foco em como começar a correr a partir do zero não pode vir apenas do treino. Fatores externos podem ser a chave para a regularidade.

 

Realize uma avaliação física antes de começar a correr

 

Ainda falando sobre testes, eles fazem parte da condição mais preventiva ao começar a correr. Mas não por isso, são menos importantes. A realização de uma avaliação física é fundamental para verificar se a o futuro corredor está apto a iniciar na corrida.

 

Geralmente, as avaliações mais indicadas são a ergométrica e a ergoespirométrica. Mas existem outras análises que também são muito interessantes e que podem evitar alguns problemas como lesões na corrida ou posturas inadequadas. Avaliações funcionais, onde serão verificados encurtamentos, fraquezas e desequilíbrios musculares, são muito recomendadas. Avaliações posturais, com o objetivo de verificar encurtamentos que podem comprometer em longo prazo sua técnica na corrida, também são bem indicadas.

 

Procure orientação especializada

 

Após criar todas essas estratégias, nada mais natural que buscar orientação especializada. Ter um treinador de corrida, seja presencial ou online, dará o norte necessário para que esse início seja promissor. Além disso, evitará problemas com lesões, ou mesmo queimar etapas necessárias para preparar plenamente o corpo para a corrida.

 

Gostou das ferramentas que vão te ajudar como começar a correr a partir do zero? Já segue à risca algumas dessas orientações e hoje corre regularmente? Compartilhe com a gente, e confira diversas matérias sobre o universo da corrida em nosso blog.

Você também pode gostar

Deixe um comentário